vento norte

trevo3

Sopra forte
o vento norte.

Força o vidro
assobia na fresta
e esperançoso,
espera.

A janela
sente a corrente,
mas mostra-se indiferente…

Que pena,
pensa o vento,
é tão bela e transparente!

Que pena,
pensa a janela,
que bom seria ser vela
enfunar
e loucamente viajar
ao sabor deste vento!

 

(Dulce Delgado, Dezembro 2017)

 

 

 

8 thoughts on “vento norte

  1. Que coisa mais linda, cheia de suavidades e encantos Dulce. Um deslumbre na forma de prosopopeia poética como poucas que já li. Bravo! Parabéns minha cara amiga… tenha uma semana abençoada e produtiva. Beijo no coração

    Like

    1. Quando a imaginação se alia à realidade esta fica mais viva e ganha sentimentos. E pode levar-nos para onde quisermos, tornando tudo possível.
      Agradeço a presença, as simpáticas palavras, e desejo igualmente uma excelente semana!

      Liked by 1 person

    1. Ainda bem que gostas!
      Sabes, este poema nasceu mesmo de um vento norte. O que soltou rédeas esta noite era de sudoeste…e não deu azo a nenhum poema…apenas não me deixou dormir!
      Muito agradecida pelo comentário! Bjs

      Like

    1. A versatilidade do vento tudo permite, pois tudo leva, tudo traz e tudo faz voar…como as palavras, a imaginação, etc. E entra em letras de canções como esta, neste video que complementa muito bem o meu poema!
      Obrigada pela presença e partilha!

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s