amarelo e lilás

 

DSC_0581a

 

Harmonioso é o elo que une o lilás ao amarelo…como é expressiva a parceria que une o jacarandá e a tipuana!

Apesar de não estar sol e, naquele dia, uma estranha luz pairar sobre a cidade, o meu olhar ficou fascinado com estas imagens que encontrou na zona de Santos, em Lisboa. Estou certa que terão provocado um sentir semelhante em muitos dos que por ali terão passado.

 

DSC_0580a

 

DSC_0575a

 

DSC_0574a

 

Em certos recantos, o amarelo das tipuanas superava totalmente o lilás dos jacarandás…

 

DSC_0572a

 

DSC_0576a

 

DSC_0567a

 

DSC_0564a

 

DSC_0571a

 

…sendo com este tipo de detalhes que a cidade, em tempo de festa e de descanso, vai partilhando o seu colorido com todos os que nela vivem, trabalham ou visitam!

Espero que o vosso olhar aprecie esta Lisboa!

 

 

 

 

16 thoughts on “amarelo e lilás

  1. Esta Lisboa encantada
    Vestida de linda cor
    Qual moura de tão amada
    Rejubila de amor.

    Lilás roxo ou amarelo
    Do verde ramo as flores
    Terra beijando o Tejo
    Plantada de amores.

    António namoradeiro
    És o Santo de Lisboa
    Tu não sejas traiçoeiro
    Dá-nos sardinha da boa.

    Na mesa está o manjerico
    No prato descansa a broa
    Já vai alto o bailarico
    Dançam os pares à toa.

    E já que é dia de festa
    Para acabar com um doce
    Nesta linha que me resta
    Deixo um beijinho
    À Dulce

    Like

    1. Bem, sejam eles criação tua ou uma adaptação (depois quero saber!), o que é certo é que com estes versos o post ficou com cheirinho a Lisboa em tempo de santos populares, como é a sardinha e o manjerico.
      Obrigada Teresinha pela partilha. Sem duvida fizeste um comentário bem diferente!
      E agradeço o doce beijinho à Dulce!

      Like

  2. Linda esta nossa cidade. Nasci em Lisboa, tenho por ela um carinho muito grande, fui retirada dela com apenas 7 anos. A minha familia ficou toda aí, vim viver para o Norte, mas sinto um amor tao grande por onde nasci e uma profunda tristeza por nao conhecer melhor os seus recantos. Sempre que aí vou partilho casas e estradas e acabo por nao ter tempo de visitar as belezas da cidade.
    É com grande animo que vejo estas fotos e toda a sua descrição, faz-me viver um pouco, passear um pouco por aí.
    Grata

    Like

    1. E eu não nasci aqui, mas à quarenta e quatro anos que Lisboa faz parte da minha vida.
      Neste momento nem sempre me cativa, pois tem gente a mais e demasiado turismo. Por vezes é muito cansativa e apetece fugir!
      Porém, se nos afastarmos dos pontos mais centrais e conhecidos, tem lindíssimos recantos tranquilos para descobrir e usufruir. Basta estar atento!

      Um dia destes, Lisboa vai gostar de a receber com tempo e disponibilidade. É sempre tempo!
      Obrigada pelo comentário e por ter apreciado o post!

      Liked by 1 person

      1. Passo exactamente pela mesma situação aqui no Porto, fugir a turistas. Ainda se vai conseguindo, conforme disse, temos a vantagem de conhecermos as nossas cidades melhor que eles e sabermos onde podemos e para lhes fugir.
        De nada, agradeço é a si, teve um post incrivel. Até à próxima

        Liked by 1 person

  3. Pingback: em tons de tipuana

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s