61!

 

IMG_3901a

 

Nasci em plena Primavera, por sorte na época do ano que mais aprecio.

Faz hoje precisamente 61 anos que decidi começar esta aventura para além do útero materno. Nasci rodeada da bela paisagem alentejana, um selo de harmonia e de energias que gosto de acreditar ter marcado a minha sensibilidade ou a forma como a luz, o sol, o céu, a paisagem ou a natureza me tocam e são geradores de sentires muito próprios.

Esta será certamente uma visão algo romântica da questão, pois a realidade regista que deixei o Alentejo com pouco mais de seis meses… contudo, sendo o romantismo um pensar doce e que não faz mal a ninguém, esta sexagenária não resiste ao seu paladar!

Assim, voltando à ideia que as paisagens alentejanas oxigenaram os meus genes nesse período…a verdade é que a minha estrutura emocional se manifesta de uma forma muito vibrante quando encontro um prado na Primavera. Adoro prados! E o Alentejo onde nasci… é um mar de prados!

Se me perguntarem que flores mais gosto, só tenho uma resposta: as flores de um prado e um prado com flores! Sejam as pequenas e menos visíveis que o verde protege com cuidado e gratidão, ou as mais exuberantes que atraem o nosso olhar e chamam a atenção.

Um prado é a “maior democracia” que existe na natureza. É o equilíbrio puro, na sua forma mais espontânea. Todas as espécies têm o seu papel numa cooperação harmoniosa, a que o acaso pela mão dos quatro elementos – terra, ar, água e fogo/sol – criou para deleite da própria natureza e do nosso olhar.

Tudo está no local certo, em resultado de uma dinâmica perfeita. Mesmo que exista competição entre espécies, o que sabemos ser comum na natureza, o equilíbrio é genuíno e existe só por si.

A beleza do conjunto revela-se igualmente num olhar mais detalhado, mas hoje não vou por aí, não é importante. Talvez um dia partilhe essa visão. Nesta data, em que me sinto feliz e muito agradecida por completar mais um ano de Vida (não obstante as dificuldades que sempre vão surgindo), o prado é um símbolo a que dou enorme valor, seja pela capacidade de auto-regeneração anual, seja pela harmonia que transmite e que sempre procuro guardar e “cultivar”, ou ainda pela grande lição de respeito e de cooperação pacífica que dá ao mundo.

A imagem inicial é um detalhe de um belíssimo prado que recentemente encontrei num recanto da região onde resido. Senti-o como um pedaço de Vida, como uma oferta da Natureza…e como tal, ideal para partilhar neste dia!

 

 

33 thoughts on “61!

    1. Para além destas ofertas visuais que a natureza nos oferece gratuitamente, o importante é inspirarmos o seu significado e fazê-lo perdurar em nós..tentando sempre aprender algo e sermos um pouco melhores.
      Obrigada Fernanda, por ir acompanhando este meu caminhar na idade e pela Vida!

      Liked by 2 people

    1. Que melhor desejo poderia eu ter para “cultivar” estes rebentos anímicos, criativos, etc, etc, que continuam a brotar por aqui?
      Sem água e luz, secariam!
      Muito obrigada Cris pelos parabéns e por ir partilhando este meu cultivar!

      Liked by 2 people

    1. A diversidade de cores, emoções, imaginações e afins é o paladar desta vida. E a Primavera permite um manancial de sentires! Por isso, enquanto a idade mo permitir, estarei sempre pronta para “absorver” e partilhar, se for caso disso.
      Obrigada Irina, por ir acompanhando esta minha terceira fase da vida!

      Liked by 3 people

    1. Para mim, os dias de anos estão sempre à altura! Porque sempre gostei e gosto de fazer anos, e de partilhar essa emoção com os que estão mais perto, mas agora também virtualmente através do blog.
      Haja saúde para aproveitar o mais possível!
      Muito obrigada!

      Liked by 2 people

    1. Adoro essa perspectiva de ver os 61 anos como 61 movimentos de translação em volta do sol! Sinto-me tão pequenina…tão imensa… e tão feliz!
      Os escritores têm visões bem mais largas e universais! Perfeito olhar!
      Muito obrigada!

      Liked by 1 person

  1. Já te dei muitos beijinhos e abraços ontem, mas fica aqui um beijinho de parabéns virtual da tua filhota 🙂 ❤ E que belo prado….. 🙂

    Like

  2. Espero que tenha sido um dia muito feliz e que essa felicidade perdure ao longo das próximas estações até que a Primavera volte, uma vez mais, a dar inicio a um novo ciclo… Beijinho e muitos parabéns.

    Like

    1. Obrigada Nelson!
      Essa “felicidade” depende essencialmente de nós e da nossa forma de encarar as coisas que não correm assim tão bem na nossa Vida.
      Encaro cada ano e cada ciclo como uma dávida. E penso “este já é meu e aproveitei o melhor que podia e que a vida me permitiu”. E tentando sempre ser um bocadinho melhor e um pouquinho mais atenta!
      Para o ano haverá outro, assim o espero! E que seja com saúde!

      Liked by 1 person

  3. Surpreendente! Eu também nasci no meio de SPring (eu sou mais velho embora!) E esta é minha coisa favorita – um prado de wildlfowers. Por quê? Eu não sei, sempre foi o tipo de lugar onde me sinto mais em casa. Happy Birthday!!

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s