a busca

Neste percurso pela Vida, é importante que tentemos descobrir, desenvolver, valorizar e partilhar aquele detalhe, capacidade, talento ou característica especial que é apenas nosso e que nos torna únicos. Aquele detalhe que é a nossa impressão digital interior.

Ele está em nós, mais ou menos visível, mais ou menos consciente, mais ou menos amedrontado…

Pode ser um trabalho para toda a Vida, pois teremos que lutar contra barreiras, especialmente contra as barreiras interiores como a preguiça, a falta de confiança, o desanimo ou o cansaço dos dias.

Porém, a Vida merece essa procura e esse esforço.

17 thoughts on “a busca

  1. Sem dúvida esta busca precisa ocorrer, Dulce. Seu texto vem para provocar uma reflexão muito necessária.
    Chego a pensar que nossa felicidade e realização pessoal depende muito de encontrarmos esta “impressão digital interior”.
    Excelente!

    Liked by 1 person

  2. Concordo em grande parte. Mas ninguém é único só por um detalhe digamos, positivo, que também os há pela negativa. É a amálgama de detalhes e a forma como se misturam que nos faz únicos. Em alguns homens, mas só em alguns, há detalhes benéficos – qualidades – que se salientam (com muito trabalho do próprio e por vezes curto benefício) para o vulgo, o mundo passa a conhecê-los por eles. Na maioria dos homens, os detalhes são notados quase em exclusivo por quem os gosta. Conclusão, é preciso haver quem goste, admire, reconheça, gente comum. Ou perdem-se-lhe os detalhes, caem na sarjeta do esquecimento:). Não há como o coração para detalhar, Dulce. A bondade de coração salva o detalhe dos outros, e cada um de nós é um outro.

    Liked by 1 person

    1. Este post centra-se muito na busca individual, na busca de algo que é apenas nosso, na busca do tal “detalhe” ou “talento”, ou “essência”, o que lhe queiramos chamar, mas que é nosso. Pode ser emocional, intelectual, social, vocacional, artístico, etc, etc, etc, algo que nos faça sentir em equilíbrio, paz e “preenchidos”. Algo que possa “justificar” (recorrendo a uma racionalização da questão) esta nossa passagem. Uma consciência de nós.
      Digamos que é uma procura um tanto egoísta, porque se refere à nossa vida. Os outros são importantes é claro, na medida em que estão sempre presentes e com eles existe um interagir constante, mas o seu papel nesta “exploração interior” é secundário. O que não quer dizer que eles não possam ser a justificação e o “talento” que preenche a Vida de muita gente
      Enfim, um assunto imenso e com muitos olhares possíveis.
      Obrigada Bea, por continuar presente e comentar. Desejo um bom domingo e já agora uma boa semana.🌼

      Like

  3. Será que o facto de achares que tenho ‘boa mão para o desenho’ é um dos meus detalhes, capacidade, talento que devia ser explorado?…. a pensar…. 🙂 ❤ Gosto muito!

    Liked by 1 person

    1. Esta foi certeira!
      Sim filha, acredito que tens muito a explorar e descobrir, como já te disse várias vezes. E isso acontecerá quando estiveres preparada…quando te questionares…e principalmente quando a “preguiça” for superada! Em suma, quando sentires que é importante essa busca.
      Bjs de mãe!💙

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s