esquinas…

 

b

 

Numa “esquina da rua”…

… procuramos orientação
… mudamos de direcção
… é fácil chocar com outro
… apanham-se sustos
… marcam-se encontros
… acontecem momentos inesperados
… cruzam-se olhares
… passa o efémero

 

Nas “esquinas da vida”…

… travamos
… equacionamos o percurso seguido
… sentimos medo de mudar
… estão as surpresas desagradáveis
… habitam os problemas
… repensamos situações
… tomamos decisões/opções
… mudamos de rumo
… resistimos
… lutamos
… somos corajosos
… saímos da zona de conforto

 

E nas “esquinas do céu”, um lugar que a imaginação concebeu:

… encontramos o receio de voar/viajar
… adormecem os sonhos
… perdemos a fé
… procuramos a contemplação
… caímos das nuvens
… esconde-se a vertigem
… divaga o olhar

…e, estou certa,

poderemos encontrar… duas nuvens a conversar!

 

 

(Dulce Delgado, Maio 2018)

 

 

Advertisements

e por vezes…

 

17a

 

… por muito positivos que sejamos, em certas circunstâncias é fácil que o cansaço se alie à imaginação e nos leve a construir “filmes” com um guião complexo, pesado e sem perspectiva.

Mas sendo a vida uma constante surpresa e perita em dar “voltas”, inesperadamente as circunstâncias podem mudar, as situações difíceis serem resolvidas sem dramas, e tudo ficar mais leve, nítido e clarificado.

Respira-se então com outro fôlego, renasce um novo olhar e, no silêncio da nossa mente, diremos novamente a nós próprios que…
… complicar realmente não ajuda nem resolve…
… da próxima vez a atitude será diferente…
… e que não vale a pena sofrer por antecipação…basta fazê-lo no “agora”!

Um dia…um dia aprenderemos isso!

Talvez.

 

 

vida respirada

 

IMG_1142a

 

Perceber o que é Viver,
este Estar
e este Ser,
é tudo o que queremos saber.

Gosto de sentir a Vida
como um acto de respirar,
como um fôlego que entra em nós,
alimenta
cresce
e vai,
para um dia talvez voltar.

A vida seria então um profundo inspirar …

…de sensações sentidas
entre a dor e o amor,
de saberes e presenças
momentos e experiências,
e da emoção,
talvez longa
talvez efémera
de estar nesta construção.

E seria um expirar…

…de pensamentos viajantes,
palavras ditas no ar
sorrisos ténues ou vibrantes,
e de gestos,
de tantos e tantos gestos que são nossos
sem pensar!

Inspirar… Expirar…RESPIRAR…

E no fluir deste Respirar
somos Vida,
resistência
luta
partilha
afectos,
e solidão também.

Mas mais do que tudo
somos,
uma sublime energia
vivendo a aventura
deste acto de magia!

Eu,
tu
e todos nós!

 

 

(Dulce Delgado, Abril 2018)

 

 

 

por vezes…

 

IMG_5769a

 

…as circunstâncias que nos cercam envolvem-nos uma teia de pensamentos, receios e até culpabilizações sem sentido.
Facilmente ficamos enredados nesses meandros, desfocados da realidade, esquecendo que somos luz e iluminamos outros e, mais importante ainda, que uma Luz maior sempre nos envolve.

São os momentos sombra. Que passam, como tudo na vida.

 

 

 

 

lugar espaço

 

IMG_5537ab

 

Um passo
entre
muitos mais…

…chegar
a qualquer lugar,
e aí ficar
ou continuar.

Contudo,
se cada passo
ocupar um espaço
e um lugar
possível de ficar…

…tudo é espaço…
…tudo é lugar…

 

E eu,
o que sou neste estranho divagar?

Um espaço a pensar? Um lugar a pairar?

 

 

(Dulce Delgado,  Abril 2018)

 

 

 

 

versatile blogger award II

 

vba

 

Fazendo uma analogia com a natureza, diria que The Versatile Blogger Award é uma espécie de brisa que de vez em quando sopra com mais intensidade pelos meandros da blogosfera. Quando surge, agita um pouco a floresta de blogs que todos cultivamos, incide sobre alguns de uma forma mais activa e, depois, segue viagem ou fica adormecida até ser reactivada e voltar novamente a agitar a tal floresta. Deduzo isto porque, tal como aconteceu em Junho de 2017 em que o Discretamente recebeu três nomeações em poucos dias, agora, quase um ano depois, num único dia ele sentiu essa brisa duas vezes, uma proveniente do Fernando Rosano, autor do ChronosFer2, e outra vinda da Fernanda Leal, autora do Essência da Poesia, dois Fernandos cujo trabalho e sensibilidade sigo com carinho.

Agradeço pois o facto de ambos apreciarem o Discretamente e de o terem indicado para o VBA. Muito obrigada.

Entretanto, e apesar do título ser similar, ao verificar muitas diferenças entre o que me estava a ser agora solicitado e a nomeação anterior, a minha faceta racional entrou em acção e foi pesquisar na Internet. E rapidamente percebi que este “jogo” criou uma grande autonomia e foi alvo de muitas mutações. Para além do “logo” que se deve inserir já ter inúmeras versões, também as regras variam imenso: em Junho de 2017 foram quinze o número de blogs a nomear, agora sugerem dez; também a suposta forma de nos darmos a conhecer é sempre diferente: aqui pedem dez pontos, noutros sugerem onze pontos, em Junho de 2017 pediram-me sete e, noutros ainda, o VBA sugere perguntas para serem respondidas.

Perante tantas possibilidades e considerando que a ideia inicial deve ser respeitada, vou seguir exactamente a conduta de Junho de 2017, que se baseou nas regras indicadas no site do The Versatile Blogger Award. Isto significa que:

– o “logo” inserido é um dos quatro disponíveis nesse site
– indicarei quinze blogs e não dez como me foi agora pedido
– e apenas me darei a conhecer, em sete pontos, às pessoas que me nomearam, o que farei oportunamente através de e-mail.

 

Quanto aos blogs que vou indicar…

… não obstante apreciar devidamente o trabalho de quem me nomeou, considero que não tinha sentido inclui-los na lista. Mas podem o Fernando e a Fernanda crer que estão virtualmente presentes!

… não vou indicar blogs já nomeados em Junho de 2017, pois julgo ser mais interessante dar a vez a outros;

… optei pela ordem alfabética, a forma que me pareceu mais justa para os apresentar.

Passo então a citar:

Amanhã tanto faz de Rafaela Manicka

Depressão com poesia de Cristileine Leão

Divagações & Pensamentos de Geraldo Cunha

Inevitávell de Lucas Sobreira

Listas de Viagem de Zilka Saleh

Lucão de Lucão

Maria Sccarlet de Cris Coelho

Mentiras relativas de Line

Misselenka de Elena

O bem viver de JC Dattoli

O blog do Jauch de Eduardo Jauch

O terceiro acto de Bia Perez

Poesia-me de… Poesia-me

P.R. Cunha de Paulo Renato Cunha

The Perimeter de Quintin Lake

 

Creio que o principal interesse deste tipo de jogo é conhecer outros blogs e formas mais ou menos criativas de escrever e de estar na vida. Por isso, se alguns dos autores indicados optarem por dar continuidade ao processo, será interessante. Se não o fizerem, significa que a brisa do VBA lhes passou apenas ao lado!

Por aqui, o Discretamente ainda sentiu esta brisa!

 

 

 

fogo e água

 

IMG_5564a

 

O dia nasceu fogo na região de Lisboa. Nasceu vibrante, esmagador e pousou esta imagem no meu olhar, que agora deixo a repousar neste post .

Mas a água “controla” o fogo, mesmo no céu. Em pouco tempo, as nuvens muito cinzentas tudo cobriram e a chuva, por vezes intensa, continuou a cumprir maravilhosamente o popular ditado Em Abril águas mil.

Entre água e fogo chegará o fim-de-semana. E assim permanecerá, para alimentar todos os gostos e partilhar connosco o seu descanso.

Que seja um tempo tranquilo!