outono

Para nós, humanos, este será mais um dia no calendário das nossas vidas. Contudo, ele não deixa de ter um significado especial pois marca um momento importante na dinâmica que rege este planeta onde vivemos. Este dia significa que…

…começa o Outono no hemisfério norte, sendo já evidente o encurtar dos dias e as noites bem mais longas,

…as folhas de muitas árvores, já em processo de secagem, irão começar a cair com mais celeridade e a atapetar os nossos caminhos,

…o nublado/cinzento do céu aparecerá de uma forma mais recorrente e iremos senti-lo mais húmido, fresco e desconfortável,

…as primeiras chuvas já passaram por aqui,

…e em muitos de nós, talvez se instale uma espécie de nostalgia sobre o Verão e sobre as férias que entretanto já terminaram.

Mas para esta andorinha e para muitas outras aves que partilham o Verão connosco…

…habita uma certeza instintiva que as levará muito em breve a enfrentar os céus para mais uma louca viagem de milhares de quilómetros para Sul, em busca de lugares mais quentes e soalheiros,

…será uma viagem incrível e a primeira aventura para as que nasceram este ano,

…entretanto, estão a viver dias de preparação e de acumulação de energia a fim de enfrentarem essa poderosa jornada,

…e não saberão se a força que habita a sua aparente fragilidade será suficiente para cumprir mais uma vez essa vital missão que se repete anualmente geração após geração.

Se as aves pensassem…diria que a andorinha da imagem estaria a navegar nestes pensamentos….

Quanto a mim, limito-me a desejar a todas elas uma boa viagem até ao Verão do hemisfério Sul, levando cumprimentos meus para os que vivem nessa metade do mundo….e que leram este post até aqui!

E a todos nós que o Outono irá envolver a partir das 19h 21m de hoje, que ele seja um tempo de bom senso e equilíbrio, e que apreciemos com prazer os belos detalhes que a Natureza nos irá oferecer!

Bom Outono!🍁🍂🍄🌰

chilreios

Num intenso chilreio…

… talvez partilhem alguns detalhes da grande viagem anual de regresso à Europa e sobre os milhares de quilómetros percorridos…

… talvez troquem sentires sobre o que viram numa Africa instável, com conflitos de difícil resolução e de sofrimento acumulado…

… talvez estejam a discutir a instabilidade meteorológica do planeta e como isso vai afectando os ritmos da sua espécie….

… talvez partilhem as condições dos beirais escolhidos para construir os ninhos…ou os locais com mais insectos voadores, a sua principal fonte de alimentação…

… talvez falem dos filhos que planeiam ter este ano…

… ou talvez não estejam a comunicar absolutamente nada e os seus sons sejam apenas de alegria por terem superado mais uma viagem fundamental à sobrevivência da espécie e regressado para mais uma Primavera!

As andorinhas são “marcadores de tempo”… e uma forma doce de percebermos que passou mais um ano na nossa vida!