no céu…

 

IMG_6545a

 

…aviões de giz
riscam aleatoriamente o azul dos dias,
por rotas que a mente desconhece
mas o olhar aprecia!

Nessas linhas, é fácil imaginar histórias…

 

IMG_3023
Mãe, onde vamos?

 

IMG_6332
Não há duas sem três!

 

IMG_4444a
Em breve estarei nas nuvens…

 

IMG_3016
Ponto de fuga…

 

IMG_1165
No céu também há curvas!

 

IMG_2100
Foge nuvem, foge!

 

IMG_3014
Uma estrada no céu…..terá portagens?

 

IMG_3164
A origem!

 

Com céu em tons de azul (ou em qualquer outro tom)… desejo um excelente fim-de-semana!

 

 

(Dulce Delgado, Março 2019)

 

 

 

 

Advertisements

boas-vindas

 

IMG_2934a

 

Os passageiros que nesta quarta-feira aterraram no aeroporto de Lisboa antes do nascer do sol, foram recebidos de uma forma singular.

A dispersão de nuvens pelo vento “derramou” numa faixa de céu e sobre os aviões que aí passavam um véu fluído de luz, minúsculas gotas de água e energia.

Seria apenas um banal fenómeno atmosférico resultante do interagir de alguns elementos da natureza, mas…..porque não o ver e sentir como algo especial, como uma espécie de graça, bênção, ou algo do género?

Ou como uma forma diferente de dar as boas-vindas e desejar uma boa estadia?

Ou um bom dia?

Ou…apenas uma boa aterragem…

Foram esses os pensamentos que nasceram do meu sentir perante tão magnífica visão.

E silenciosamente, tudo isso desejei aos desconhecidos daquele avião!

 

 

 

riscando o céu…

 

IMG_3164a

 

Uma linha entre tantas que sulcam os céus.

Como um traço de giz, o rasto de cada avião divide o “céu” que nos envolve em duas metades, o que não deixa de ser um pensamento interessante. Porém, mais admirável, é o facto desses traços resultarem da capacidade humana de voar e… de nos céus desenhar!

Em cada avião vai um pequeno mundo de homens e mulheres, de raças, culturas e idiomas diferentes. Gente simples e complexa, gente que viaja em busca de algo, seja novo, desconhecido ou pela vida já concedido.

Mas cada um desses seres transporta o seu próprio mundo, construído de pensamentos, sentimentos e sensibilidades, onde se misturam desejos e frustrações, prazer e dor, alegria e tristeza, tranquilidade e ansiedade, certezas e dúvidas. Rancores talvez. E sentirá certamente amor, porque esse toca a todos… seja de que forma for…mesmo que seja com ar de dor!

Quase certo será ali viajar o receio e algum medo…afinal a terra firme está bem longe! Nele haverá um rol de emoções vividas na intimidade de cada consciência, momentos pessoais que colam o corpo e a energia ao assento, seja coxia seja janela. Tantas emoções como o número de viajantes que o acaso, ou não, juntou naquele avião, naquela viagem, e que, com ternura, eu guardei nesta imagem.

Olhando daqui… somos tão frágeis, iguais, pequenos e vulneráveis!

 

 

33

 

risco avião

 

Um risco no céu azul.
Um avião.
No seu interior, alguém que adora viajar pelos céus e que completa hoje 33 anos de vida.
Tem boa energia, uma sensibilidade apurada e intuitiva, e ainda muitos sonhos.
Gosta de falar, de partilhar a vida com os outros e é um porto de abrigo seguro e atento.
Espalha por aí um olhar verde, cor de azeitona, e é dona de umas gargalhadas e espirros únicos!
É claro que também tem alguns defeitos, como todos nós!

Quando chegares ao teu destino, terás este post à tua espera.
Com os meus Parabéns e toda a ternura de uma mãe!

Boas viagens pela vida!