enxaqueca

 

foto enxa

 

Quem diria que essa dor-agonia denominada “enxaqueca”, termo tão diferente da fluída palavra anglo-saxónica migraine, tem hoje o seu Dia Europeu!

Este democrático continente em que vivo permitiu que a enxaqueca ocupe um dos 365 dias do ano, facto que poderá parecer um atrevimento a quem dela padece. Não é o meu caso felizmente, pois não sofro desse mal, mas conheço quem convive com essa difícil dor, sendo uma relação deveras conturbada.

Como observadora, apenas vou olhar para a palavra, porque é um termo que sempre me despertou uma estranha curiosidade…

…diz o dicionário que deriva do árabe, de ex-xaquica…

…é uma palavra sonoramente desagradável, pelo menos na minha perspectiva…

…e, na sua estrutura, aparece o termo queca, palavra que em bom português não se enquadra minimamente com a situação em causa pois, quem está com uma enxaqueca, estará certamente longe da vontade e dos prazeres do acto sexual!

Porém, olhando para a sua constituição encontramos:

        en – Prefixo que indica posição interior, movimento para dentro

 xaque – O mesmo que “xeque” no jogo de xadrez, significando um ataque estratégico às peças mais importantes

        ca – A primeira sílaba da palavra cabeça…

 

Então…associando estas três ideias e um pouco de imaginação, consigo encontrar uma justificação plausível para a existência de tão curiosa palavra. Assim:

enxaqueca = movimento para o interior com ataque estratégico ao “centro de controle”…ou seja, à cabeça!

Deve ser por isso que, quem dela padece, fica completamente KO!

 

 

Imagem retirada de  http://cidadeverde.com/vida/p/110