lisboa colorida

 

IMG_9171

 

Não resisto a publicar esta imagem de Lisboa e da beleza que nos oferece por estes dias.

Obtida a partir do Jardim Ducla Soares, no bairro do Restelo, abrange a Avenida que enquadra a belíssima Torre de Belém, guardiã do Tejo e símbolo da nossa ligação a outras civilizações e culturas.
Mas ela revela essencialmente uma Lisboa feminina, luminosa, colorida e feliz com a parceria que fez com os jacarandás. Uma Lisboa que insiste em emocionar o nosso olhar!

 

 

Advertisements

novamente os jacarandás!

 

Image

 

Image2

 

b

 

Em poucos dias, Lisboa ficou a respirar a cor dos jacarandás! A cidade está a ficar linda e apelando a um olhar mais demorado para as suas ruas e jardins.

O aparecimento desta floração significa que se aproxima a época mais activa da vida da capital. Com a chegada do mês de Junho terá início a habitual Feira do Livro no Parque Eduardo VII, um cenário colorido por estas belíssimas árvores, e teremos igualmente as Festas da Cidade e dos santos populares, que se irão prolongar até ao final desse mês. Diria que a cidade está a ficar bonita e pronta para a festa!

E significa ainda que passou outro ano na nossa vida. Mais uma vez, é a natureza que, de uma forma suave e colorida, nos relembra docemente a passagem do tempo.

A mãe-natureza… sempre a marcar o ritmo!

 

 

ainda os jacarandás…

 

img_6826

semente-jacaranda-1

 

Pendentes nas ramagens, estão aí os primeiros frutos/sementes dos jacarandás. Depois do azul-lilás das suas flores, ofereceram-nos o verde e a sombra, surgindo agora os frutos, prontos a espalhar as sementes que alojam no seu interior.

E assim, naturalmente, como tudo o que se passa na natureza, também esta árvore está prestes a cumprir mais um ciclo anual de vida.

 

lisboa e os jacarandás

 

IMG_3659

 

A floração dos jacarandás coincide normalmente com o decorrer da Feira do Livro de Lisboa. Todos os anos este ciclo se repete, na natureza e na cultura da cidade, momento a que assistimos com prazer. É certo que significa que passou mais um ano no cronograma da nossas vidas, mas perante o privilégio de poder apreciar este pulsar da cidade, só podemos ficar felizes.

Como uma história no livro da natureza, acompanhamos em cada página o desabrochar destas flores. Começa uma, depois outra, sendo mais e mais em cada dia, atingindo o auge da floração em Junho, mês do feriado da cidade e das suas festas.

Neste hino de cor e beleza, em poucos dias também o chão se transforma. Ruas, jardins e praças ficam cobertas de flores caídas, surgindo a oportunidade única de cada uma viver uma segunda vida, porque todos as voltamos a apreciar nessa nova situação. Neste capítulo do livro, todas as páginas estão coloridas daquele azul-lilás lindo, que desfolhamos com prazer ao passar o olhar pelos recantos da cidade.

A história continua por mais algumas páginas. Termina gradualmente com o início da nova estação, com o fim das festas da cidade e, talvez, com o fim da leitura daquele livro que compramos na feira.

Algum tempo depois, as flores dos jacarandás simplesmente desaparecerão do chão que as acolheu. Ciclo cumprido e fim da história.

Para o ano tudo recomeçará na Primavera, num novo ciclo, com novos livros, novas páginas e muita cor.

Que a vida nos permita assistir novamente a ele!