relativizar…

Em Lisboa, o dia e a semana nasceram em tons de cinzento e com previsão de pluviosidade. Pouco depois de nascer logo o sol ficou tapado por densas nuvens ficando desagradável e incómodo para enfrentar uma segunda-feira… talvez o dia da semana em que a capacidade de relativizar é bastante menor…

Porém, as previsões não se concretizaram e logo o cinzento deu lugar a um lindíssimo céu azul com nuvens muito dispersas e temperatura agradável.

Lição a tirar (para além das cada vez mais constantes falhas meteorológicas): quantas vezes olhamos para uma situação com um dramatismo negro e desagradável…para posteriormente verificarmos que tudo foi ultrapassado sem causar perturbação de maior? E que a dificuldade prevista não se concretizou e que tudo fluiu naturalmente?

Certamente muitas vezes e em demasiados momentos da nossa Vida!

É obvio que a chuva se atrasou…desviou o rumo…não sei. Agora a previsão é que comece a cair em Lisboa amanhã, terça-feira, ao fim do dia.

Que venha e nos nolhe!

Afinal já passou a segunda feira……… e precisamos urgentemente da sua presença!

Advertisement

fim de dia…

A segunda-feira é aquele dia em que ainda estamos dessincronizados com a semana. Geralmente é sentido como o mais longo e o que desejamos que passe mais depressa…especialmente quando estamos nas quatro décadas de profissão… já existe um cansaço natural….e uma grande vontade que não haja estes dias!

Hoje, de regresso a casa e já mais “liberta” da energia de segunda-feira, ao ver que o céu estava lindo fui até à praia de Algés a fim de apreciar a envolvência e obviamente, registar o momento.

Perante este espetáculo, respirei fundo… bem fundo…e pensei: bendita segunda-feira por me proporcionares este momento e me permitires apaziguar o que sinto por ti!

Regressei a casa feliz e certa que amanhã, terça-feira, já será um bom dia!