amarelo e lilás

 

DSC_0581a

 

Harmonioso é o elo que une o lilás ao amarelo…como é expressiva a parceria que une o jacarandá e a tipuana!

Apesar de não estar sol e, naquele dia, uma estranha luz pairar sobre a cidade, o meu olhar ficou fascinado com estas imagens que encontrou na zona de Santos, em Lisboa. Estou certa que terão provocado um sentir semelhante em muitos dos que por ali terão passado.

 

DSC_0580a

 

DSC_0575a

 

DSC_0574a

 

Em certos recantos, o amarelo das tipuanas superava totalmente o lilás dos jacarandás…

 

DSC_0572a

 

DSC_0576a

 

DSC_0567a

 

DSC_0564a

 

DSC_0571a

 

…sendo com este tipo de detalhes que a cidade, em tempo de festa e de descanso, vai partilhando o seu colorido com todos os que nela vivem, trabalham ou visitam!

Espero que o vosso olhar aprecie esta Lisboa!

 

 

 

 

tipuana

 

img_6481

 

img_6478

Lisboa tem imensas tipuanas espalhadas pela cidade.

No Jardim 9 de Abril, localizado na Rua das Janelas Verdes, existe um magnífico exemplar desta espécie oriunda da América do Sul. É uma árvore que vejo diariamente, há muitos anos, assistindo por isso ao desenrolar das estações na sua enorme copa.

Admiro a sua imponência e os seus elegantes ramos, e gosto muito de a ver replecta de flores que, ao caírem, pintam o chão de amarelo e de alegria.

Porém, aprecio ainda mais os seus frutos/sementes que aparecem no Verão e que começam a cair neste final de Outono. Em forma de “pássaro”, estas estruturas aladas descem num rodopio até ao solo, numa viagem muito dinâmica e alucinante. Gosto de as observar nessa aventura… e de imaginar o que sentiriam, se tivessem tal capacidade.

Todos os anos recolho um desses “pássaros” e pouso-o num placard junto da minha secretária, onde já se encontram outras gerações dessas sementes.

São elegantes, engraçados, fazem companhia e, por vezes….. quase que os ouço cantar!

 

tipuana