dia, noite, dia

 

img_7065

 

Lento
ausente
suado
e profundamente cansado
do barulho e movimento,
o dia anseia o escuro
e o silêncio incolor da noite,
para pousar o seu olhar.

Unidos
na paz de um casamento
etéreo
e de uma cumplicidade
sem idade,
a noite transformará
o cansaço e a melancolia
na luz
e na doce energia,
que ele levará no olhar
ao nascer em novo dia!

 

(Dulce Delgado, Janeiro 2017)

 

 

Advertisements

4 thoughts on “dia, noite, dia

  1. Costuma dizer-se em relação à maçã mas neste caso vou mudar o ditado para “Um poema no fim de cada dia não sabes o bem que te fazia”… porque há coisas que só a poesia sabe dizer e tu disseste-o muito bem.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s