talvez…

 

IMG_8457a

 

Gosto da sublime ideia de que existe algo, talvez uma energia…talvez uma luz …talvez um anjo…talvez uma estrela…que nos acompanha, protege, alerta e orienta em determinados momentos.

Por vezes estará perto, muito perto de nós; noutros, ficará bem mais longe, apenas a “observar”… um pouco à maneira dos “anjos” do filme As Asas do Desejo de Wim Wenders. Mas gosto de imaginá-los como energias transparentes ou luminosas….

…dissolvidas na luz que entra na janela e inunda uma casa…

…voando na aragem sentida de um vento que não existe…

…na sensação de uma presença ausente…

…naquela forte intuição que nos ajuda a decidir…

…na intranquilidade que nos leva a procurar…

…nas situações de perigo em que um efémero segundo nos salva…

…naquele inexplicável sentimento de alegria…

…na estranha repetição de determinados sinais…

…no inesperado abanão que nos desperta de um adormecimento acordado…

 

Qualquer sentir é discutível, porque é apenas pessoal.

Para alguns de nós, a vivência e a experiência dá a esses sentires determinada explicação; para outros, a explicação estará noutra razão; nos mais cépticos, provavelmente não haverá explicação; e noutros, o sentir nem chega a ser sentido ou a ser razão.

A verdade, é que todos estamos certos.

 

 

Advertisements

14 thoughts on “talvez…

  1. E talvez eu precisasse de ler este texto para fechar meu domingo com chave de ouro. De uma coisa estou certo, minha querida amiga… o sentimento de gratidão me toma neste momento. Obrigado por compartilhar maravilhoso texto. Tenha uma semana iluminada e produtiva… beijo no coração!

    Liked by 1 person

  2. Ouvia a música que te deixo quando, ao voltar ao meu email, li o teu post.

    Há palavras e frases que têm o condão de nos deixar em suspenso obrigando, de certo modo, a uma pausa, …talvez marcar com o dedo indicador a página do livro que lemos, antes de temporariamente o fecharmos, para deixar o nosso olhar repousar nessa luz que atravessa a janela do teu texto, absorvendo a transcendência daquele momento único. Foi isso que me sugeriu a leitura das tuas palavras.

    Usando as tuas palavras ( e desde já desculpa-me o abuso) esse sentir pode ser traduzido deste modo:

    … na luz que entra pela janela
    dissolvida num efémero segundo
    um inexplicável sentimento de alegria
    e uma forte intuição de uma presença ausente
    voando na aragem sentida de um vento que não existe…

    Obrigado por mais esta pausa.

    Like

    1. E assim nasceu um poema ao som de tão subtil acompanhamento musical!
      Adoro a capacidade da humana sensibilidade de “brincar” com a elasticidade das letras, palavras e frases….
      Adoro a possibilidade de um texto meu poder desencadear em alguém um momento de pausa, mas também o nascimento de algo novo…
      E fico muito feliz por teres feito este comentário, “abusado” das minhas palavras e partilhado com todos os que por aqui passam o teu sentir.
      Apenas te posso dizer que é também por este leque de possibilidades e surpresas que é muito gratificante continuar “discretamente” a alimentar este blog!
      Obrigada!

      Like

  3. Partilho completamente dessa ideia… que existe algo que nos dá a luz que precisamos nas alturas certas!…são essas pausas luminosas que fazem a beleza das nossas vidas 🙂 Belo texto o teu!

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s